NOTÍCIAS ASEF



ATENÇÃO:
CNE - Pré-pauta ACT Nacional
Clique aqui e leia a proposta da pré-pauta.

VEJA MAIS VÍDEOS

INFORME
Nota de Esclarecimento dos Conselheiros de Administração Eleitos pelos Empregados das Empresas do Grupo Eletrobras

Clique aqui e leia.

"Nota de Esclarecimento sobre vídeo
de renúncia publicado em 08.01.2020"

Clique e leia.

INFORME
Nota de Esclarecimento dos Conselheiros de Administração Eleitos pelos Empregados das Empresas do Grupo Eletrobras

Clique aqui e leia.

AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ALERJ
Parabéns a todos vocês que ajudaram a construir
esse marco na nossa história. Acesse abaixo
o link da nossa página no facebook para ver todos
os vídeos e fotos do evento.

Audiência Pública na Alerj - clique aqui.

ESTAMOS DE CARA NOVA!
Agradecemos a todos os associados
que ajudaram a ASEF nesta importante decisão.

Abaixo assinado contra a saída da sede de Botafogo.
É imprescindível que o máximo de pessoas assinem!
Repassem para amigos, familiares. ASSINEM. É uma vergonha não atingirmos ao mínimo 2 mil assinaturas. Somos 3 mil empregados.
MOBILIZEM-SE!!!
https://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/46951

NOTA DE REPÚDIO
Clique e leia.

INFORME ASEF - 15.05.2019
NOVOS PLANOS DE SAÚDE DA FUNDAÇÃO REAL GRANDEZA

Clique e leia.


ARTIGO ASSINADO POR FELIPE SOUSA CHAVES
NO JB DE SEGUNDA-FEIRA - 12/11/2018. LEIA!

Clique e leia o boletim completo.
EDITORIAL ASEF

VEJA MAIS VÍDEOS

Câmara dos Vereadores - Audiência Pública - 29/11/2017
Contra a Privatização da Eletrobras - veja as fotos
BDs TETADOS - 27.11.2017
Homenagem de Reconhecimento por Excelência dos Serviços Prestados ao Diretor de Investimentos da Fundação Real Grandeza, Sr. Eduardo Henrique Garcia.

INFORMES ASEF - Consulta Pública

INFORME ASEF - 14/05/2018
INFORME ASEF

ASEF INFORMA
Prezados associados, segue comunicado do Escritório Marcus Neves sobre a audiência realizada em 15/02/2018 sobre o processo dos tetados. Maiores detalhes
e dúvidas poderão ser sanadas em reunião agendada
para a próxima segunda-feira.


"Vimos por meio deste, informar que em audiência realizada em 15/02/2018, onde encontravam-se presentes os representantes da ASEF – Associação dos Empregados de Furnas, devidamente acompanhados de seus patronos, a Meritíssima Juíza ratificou os termos de decisão anteriormente proferida nos autos do processo n. 0162318-29.207.8.19.0001, no sentindo de fazer cumprir o acordo homologado entre a ASEF e Furnas Centrais Elétricas, devendo observar o que segue:

1 – Furnas deverá realizar o pagamento da primeira parcela para todos aqueles que aderiram ao acordo de forma individual e que não possuem Reclamação Trabalhista em andamento em face de Furnas e/ou Fundação Real Grandeza, no prazo máximo de 10 (dez) dias a contar de 19/02/2018 (segunda-feira);

2 – Para aqueles associados que não possuem Reclamação Trabalhista em andamento e que não retificaram o termo de adesão, ainda poderão assiná-lo.

O pagamento para estes associados se dará no prazo10 (dez) dias a contar da entrega do termo original em Furnas e na Fundação Real Grandeza;

3 – Os aderentes ao acordo que possuem reclamação trabalhista em andamento deverão assinar novo termo, no qual estará expressamente discriminado a manifestação de vontade de desistência e renúncia de direitos de cada ação trabalhista em andamento. Essas renúncias deverão ser protocolizadas junto a Justiça do Trabalho na qual as ações tramitam. Após isso, o termo será enviado a Furnas que terá o prazo de 10 (dias) para pagamento da primeira parcela.

Quanto a questão do Imposto de Renda, restou claro ainda por parte da Juíza que em momento algum durante a composição do acordo, bem como no Termo Homologado em Dezembro de 2017, ficou ressalvado a incidência do Imposto de Renda sobre o pagamento da indenização, tendo em vista a natureza indenizatória.

Por fim, informamos que a Juíza manteve sua decisão, na qual ficou expresso o reconhecimento da competência da Justiça Federal para dirimir sobre o assunto, devendo Furnas pagar o valor da indenização aos aderentes sem a retenção do referido imposto."

Atenciosamente,
Diretoria

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No dia (31/07/2017) a ASEF promoveu no auditório da FRG o Painel
“Reforma do Setor Elétrico: contexto e ameaças da Consulta Pública 33/2017 (MME)”. O evento foi um sucesso! Os trabalhadores de Furnas lotaram o auditório para três horas de palestras e debates. Victor Costa (ASEF) fez a abertura convocando todos os atores de Furnas para que unam forças neste duro período de risco de privatização das usinas cotizadas. Em seguida, Renato Queiroz (Ilumina) apresentou os principais tópicos
que seriam debatidos na tarde. Logo depois, Roberto D’Araujo (Ilumina) disponibilizou
um show de dados em “Uma visão da trajetória recente do Setor Elétrico Brasileiro”.
Na sequência, em diálogo franco, amplo e retrospectivo, Ronaldo Bicalho (Ilumina) discorreu sobre “O contexto da Reforma do Setor Elétrico Brasileiro”.
Fechando a tarde, Artur Obino (Clube de Engenharia) desenvolveu a “Proposta do
Clube de Engenharia para debate das Diretrizes para o Setor Elétrico Brasileiro”.
Ao final, os presentes fizeram perguntas e debateram sobre os temas propostos.
Cabe registrar que além de uma adesão muito positiva da Base, estiveram representados Após-Furnas, Sintergia, SENGE-RJ, Sinaerj e DIEESE.
Em breve o material filmado será disponibilizado no site da ASEF.
Clique nos links abaixo para acessar o material
disponibilizado pelos apresentadores do Painel.

Roberto DAraujo - Ilumina - Uma visão da trajetória recente do setor elétrico brasileiro
Diretrizes para o Setor Elétrico - Clube de Engenharia (Em construção)
Apresentação Artur Obino - Diretrizes para o Setor Elétrico Brasileiro


A Associação dos Empregados de Furnas - ASEF - lançou uma Petição Pública solicitando a retirada do item "Descotização e Privatização" da Consulta Pública 33/2017 (MME).
A proposta de descotização e privatização das usinas hidrelétricas de Eletronorte, CHESF e Furnas vai acarretar em um reajuste de até 7% na tarifa de energia elétrica e nos índices de inflação por consequência. Além disso, o parque gerador brasileiro ficará exposto ao risco de monopólio privado, podendo comprometer o Sistema Interligado Nacional de Geração e Transmissão de Energia Elétrica.
Não podemos apoiar um item que pode expor o Brasil a uma crise energética sem precedentes.
Assine!
Divulgue! 
Compartilhe! 
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=porenergiamaisbarata

ASEF EM BRASÍLIA
Informes do Seminário "Privatizar não é a solução"
Informe Asef 011 - Leia


INFORME ASEF 23/05/2017
A Diretoria da ASEF realizará a 2ª Reunião Aberta com
Associados e Trabalhadores de Furnas. Leia.


 


Rua Real Grandeza - 219 - Anexo - Sala 302 - Botafogo - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22281-035 - Tels.: (21) 2579-3956 / 2286-2368

ASSOCIE-SE
ASSOCIAÇÃO
SERVIÇOS

NOTÍCIAS
PUBLICAÇÕES
NEGOCIAÇÕES COLETIVAS

FALE CONOSCO
A ASEF

A ASEF E VOCÊ

LINKS ÚTEIS
ATA DE FUNDAÇÃO